Decoração: Misture Estampas sem Medo

As estampas estão de volta com força total. Depois de um período de baixa nos anos 1990, quando os tons neutros e os tecidos lisos caracterizavam o estilo minimalista, é a vez de apostar em florais graúdos, desenhos que remetam às artes gráficas e releituras modernas de motivos clássicos. “As pessoas querem personalizar a decoração e as estampas representam uma forma de conseguir isso”, afirma Blanca Liane, agente no Brasil do instituto francês Carlin.

 rl1

Imagem: http://casadaidea.files.wordpress.com/2010/02/rl1.png

Na hora de decorar, são os detalhes que fazem a diferença. Por isso, vale se dedicar para escolher as cores da cortina, a estampa das almofadas e a toalha para a mesa. No livro Como Ninguém Pensou Nisso Antes – 25 Temas Com Boas Ideias Para a Sua Casa, Chris Campos explica que ousadia e extravagância não são exclusivas para novelas e cenários de televisão. E é nesse clima, pensando em encorajar as pessoas na hora de estilizar a própria casa,  que ela selecionou algumas dicas para decorar com tecido sem medo de errar. Veja a seguir:

Cores iguais
Você até pode misturar almofadas com estampas diferentes, seja xadrez, folhagem, bolinha ou listras, desde que elas tenham alguma cor em comum. Por exemplo, se as duas tiverem detalhes em azul, a combinação fica harmoniosa e está liberada.

rlppolo2-5537289_lifestyle_v330Imagem: http://casadaidea.files.wordpress.com/2010/02/rlppolo2-5537289_lifestyle_v330.jpg

Tecido liso e estampa
A dica é antiga, mas é uma boa opção para quem quer deixar o ambiente colorido e sem exageros. Misture estampas com tecidos lisos em cortinas, almofadas, tapetes e papeis de parede.

casa-claudia-dezembro-estampas-68-05

Imagem: http://imgms.casa.abril.com.br/1/casa-claudia-dezembro-estampas-68-05.jpg?1322734312

Estampa do mesmo tema
As cores até podem ser diferentes, desde que o tema das estampas tenha afinidade. No caso das almofadas, uma tem que ter a ver com a outra. Por exemplo, pode escolher um tema, como paisagem, e misturar estampas de folhagem ou árvores que fica legal”, aconselha Chris.

montagem-sofa

Imagem: http://blog.oppa.com.br/wp-content/uploads/2013/05/montagem-sofa.jpg

Melhor evitar
Nem todas as junções de estampa dão certo. O ideal é colocar as misturas lado a lado e “treinar o olhar”. Ainda assim, para iniciantes, é melhor evitar algumas combinações que podem cair facilmente no erro. “Uma coisa difícil é usar tecidos diferentes, como veludo misturado com algodão fininho. As texturas são uma maneira de unificar e deixar a combinação das estampas mais legal”, detalha Chris. Outra dica é fugir de cores com contraste muito grande, como vermelho e preto.

Manu Mitre escreveu ao blog casadaidea.com.br e ensinou a regra PBS, um jeito americano de coordenar as estampas, onde:

P = Plain (cor sólida, lisa)

B = Big (estampa grande)

S = Small or Stripes or both (estampa pequena, ou listras, ou ambas)

A melhor parte dessa dica é o P – use um tecido liso ou que pareça liso de longe (aquelas estampas bem pequenininhas). Se esse tecido for de uma cor comum às das estampas fica mais fácil. Pode ser um tom sobre tom ou até da cor complementar a uma das cores dos demais tecidos. E aí você junta com uma estampa grande e uma estampa pequena, ou listrada, ou as duas ao mesmo tempo. Na imagem abaixo, o preto liso (P) parece que abraça as outras padronagens, todas com alguma pitada de preto. Dois tamanhos diferentes de xadrez (B e S) e uma estampa fininha que forma listras (S).

 rl4 Imagem: http://casadaidea.files.wordpress.com/2010/02/rl4.png

Fonte:

http://casa.abril.com.br/

http://casadaidea.com.br/

http://blog.oppa.com.br/

http://vidaeestilo.terra.com.br/

Anúncios