Memória Afetiva

Inconscientemente, a decoração da nossa casa reflete muito do que somos e do que gostamos. E essas preferências aliadas à nossa memória afetiva resultam no que chamamos de “lar”. O estilo emocional está ligado à memória afetiva do cliente, e conta com a utilização de peças antigas ou que contem uma história, como objetos de viagem ou de família. Vale também utilizar peças em estilo antigo, ainda que sejam novas.

decoracao-com-colecoes-01-630x435

Imagem: http://www.lojaskdblog.com.br/blog/2012/10/05/colecoes-expostas-e-decorativas/#.UbiMfpzis0I

As tendências de decoração, que mudam a cada temporada, estão aí para nos ajudar a decidir o que mais combina com o nosso gosto pessoal. Entre tantas opções de design de interiores, muitas pessoas vão à busca de algo mais exclusivo, sofisticado e particular. É aí que entram as fotografias, um móvel antigo que é herança de família, objetos que tenham significado e tragam recordações.

44410_614526081895591_235998465_nImagem: http://www.2badm.com.br/images/44410_614526081895591_235998465_n.jpg

 Outra maneira de descrever a tal “decoração emocional” é que ela faz com que tenhamos vontade de ter objetos que falam um pouco da nossa história, nossos sonhos, nossas lembranças. São pequenos detalhes que fazem com que a gente se sinta intimamente ligada aquele cantinho da nossa casa, mas para compor uma casa cheia de histórias e recordações, sem perder o estilo, é preciso planejar o espaço da residência a ser ocupado por um móvel ou objeto herdado.

 decoracao_quadros8Imagem: http://www.jasabia.com.br/wp-content/uploads/2012/09/decoracao_quadros8.jpg

Para a arquiteta Carolina Rosseau, o segredo é experimentar. “Devemos criar e recriar situações com diferentes peças da casa, e não simplesmente jogá-las fora por falta de espaço. Muitas delas têm uma originalidade e um valor afetivo muito forte”, diz.

 fotos-na-decoracaoImagem: http://www.joli.com.br/blog/wp-content/uploads/2013/06/fotos-na-decoracao.jpg

 “Peças antigas devem ser protagonistas no ambiente, pois elas conferem memória à casa”, afirma o designer de interiores Roberto Amaral da Cunha. Mas ele orienta que a pessoa tenha o cuidado de não exagerar na quantidade de elemento em um mesmo espaço, pois antiguidades podem carregar o cenário da casa. “Por se tratarem de peças muito ricas em formas e detalhes, essas heranças familiares devem servir para dar movimento e uma nova dinâmica à casa, e não sobrecarregá-la de informação visual”, afirma.

Fonte:

http://www.gazetadopovo.com.br/viverbem/casaedecoracao/conteudo.phtml?id=1198164&tit=Memorias-afetivas

http://www.decoracaocomdesign.com/

http://hausengenho.com.br/site/

http://www.2badm.com.br/

Anúncios

Estilo de Decoração Eclético

Este estilo combina uma variedade de influências e períodos para criar um todo não convencional. Decoração eclética permite evitar a escolha de um determinado período ou tema regional para sua casa e em vez disso experimentar uma verdadeira mistura fina cheia de personalidade com uma variedade de peças, de diversos períodos e estilos. Por outras palavras o ecletismo é a mistura de estilos.

Para o ambiente não ficar com cara de bagunça é preciso tomar alguns cuidados como, não exagerar e planejar bem o ambiente desenvolvendo um projeto que valorize o equilíbrio e a harmonia entre os elementos. O ajuste deve vir nas cores, estampas e móveis. Nada deve parecer aleatório e desconexo.

salon-eclectico1Imagem: http://www.olivre.com/wp-content/uploads/2011/07/salon-eclectico1.jpg

Moderno e Tradicional

Este encontro de gerações já ganhou as casas há algum tempo. A mistura entre itens contemporâneos e outros antigos dá bons resultados. Um móvel retrô pode entrar em uma composição moderna sem perder a harmonia. Os móveis mais antigos podem passar por reformas – ganharem cores inusitadas, por exemplo, sem prejudicar os traços da mobília. Nestes casos, a mistura 50% novo e 50% antigo não costumam funcionar. Um dos estilos sempre deve predominar, abrindo espaço apenas para toques do outro, sempre ajustando cores e padrões.

salon-eclectico2Imagem: http://www.olivre.com/wp-content/uploads/2011/07/salon-eclectico2.jpg

Cores

A cor é de extrema importância no estilo de decoração eclético, uma vez que é através desta que toda a decoração pode ser unificada, com peças de cores similares, agrupadas em conjunto. Por exemplo, para que todos os diferentes itens combinem entre si pode optar por ter cores suaves e neutras como pano de fundo, que depois combina com pequenos toques de cores mais vibrantes para “apimentar” um pouco a decoração e dar-lhe maior profundidade e interesse.

10-sarah-tuttle-apt-636Imagem: http://2.bp.blogspot.com/_abUQsQiiuo8/TN_9sqk8A6I/AAAAAAAAX6A/AfBbRxpY64E/s1600/ivstatic-10-sarah-tuttle-apt-636.jpg

Função da divisão

Cada divisão deve ainda ser decorada a pensar na função que precisa desempenhar. Cadeiras estofadas numa disposição assimétrica conferem um visual mais casual a uma descontraída sala de estar. Velas, peças de artesanato e outras artes ajudam a dar ao quarto um ambiente calmo e muito pessoal, sendo que as paredes podem ser pintadas de uma cor relaxante, como azul, para criar harmonia entre todos os elementos decorativos.

 unifamiliar25_12ghttp://saladecoracao.blogspot.com.br/2012/01/uma-casa-com-decoracao-ecletica.html

 5http://www.homeandco.com.br/wp-content/uploads/2013/04/5.png

Lembre-se que é esta combinação entre os diferentes elementos e estilos, assim como toda a liberdade para escolher os itens que irão fazer parte da decoração, que definem o estilo eclético. Contudo, não caia em exageros. Tenha o cuidado de criar um elo entre cada peça, quer seja pela textura, cor ou até significado que cada uma tem para si.

Fonte:

http://www.decoracaodeapartamentos.com/

http://www.dixonverse.com/

http://saibadecor.com.br/